WTF?

| segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009 | |
Se algum desavisado não entender o título, clique aqui e aprenda mais essa.

Tenho a impressão de que não tenho mais amigos, de que as pessoas mantêm algum contato comigo por educação ou por interesse. Não, não é bem assim. Eu SEMPRE tive essa impressão sobre as pessoas, sempre olho tudo com uma ligeira desconfiança. Mas ultimamente isso é quase uma certeza, e nada ligeira.

Provavelmente eu mesma sou a responsável por isso. Porque quando me proponho a ser amiga de alguém, sou amiga para todas as horas, para solucionar problemas, para dar apoio, e até para dar uma sacudida e mandar a pessoa acordar pra vida. Mas estou sempre ali, sempre acessível, sempre ao alcance. Acho que isso faz as pessoas se acomodarem demais comigo.

Não é de hoje que percebo que sou uma amiga parafuso: só lembram de mim na hora do aperto. Nada de festas, de barzinhos, de baladas, de churrascos, nem sequer telefonemas. Até na p*rra do msn o papo anda curto. Só arrumam tempo quando querem minha ajuda com alguma coisa, quando querem que eu interceda em alguma coisa, quando precisam de alguém para resolver o problema. Depois, voltam a ficar ocupados demais.

É, isto é um post revoltado, que provavelmente não vai atingir objetivo nenhum. Quem me conhece por msn não comenta aqui, e os que comentam me conhecem só por blog mesmo. E ainda que algum envolvido chegasse a ler, iria pensar que não se encaixa na reclamação. Não, todos sempre têm ótimos motivos para serem como são.

O fato é que as coisas vão mudar. Se não posso contar com ninguém na hora da alegria, não estarei mais lá nas horas de dificuldade. Como eu disse, sou uma amiga para todas as horas, não só para as ruins.

6 sussurros do além:

Andarilho Says:
2 de fevereiro de 2009 19:29

"amiga parafuso" eu não tinha ouvido ainda.

Mas mude mesmo. Se eles não compartilham a alegria, não deveriam compartilhar o fardo.

Fernanda Rossinih Says:
2 de fevereiro de 2009 21:58

Ainda nao captei a mensagem do que seria WTF, mas devo dizer que me identifico pleeeeeenamente como vc esta se sentindo. Também ando com esses pensamentos e devo dizer q ja me afastei de vaaarias pessoas, e mtas delas se afastaram de mim tb.
Espero que passe pra ambas nao é?
Agora estou me ocupando em achar blogs bacanas pra seguir... Gostei da criatividade, se quiser de uma passada no meu tb!

.daia. Says:
3 de fevereiro de 2009 16:54

wtf??? >.<
amiga parafuso é foda... eu sou assim pra uma amiga minha. mas nem ligo! ela é estranha mesmo eu perdoo..
mas eu tenho amigas de baladas, festas, msn, blog orkuts e paradas ruins.
pra bebedeiras, vomitos e choros.

mas realmente quem comenta no meu blog sao só os blogueiros que eu nunca vi na vida;.
nem meu namorado se quer um dia ousou em comentar aqui. ahuuhahuaa


bjs queria, desabafo é bom ;)

Graziele Jez Says:
3 de fevereiro de 2009 21:03

Quero morrer sua amiga... >.<

Acho que a gente devia criar uma gaveta só para os nossos WTFs, rs. Se depender de mim, serão muitos xD

Kuriozza Says:
12 de março de 2009 12:22

Não sei como cheguei aqui, mas cheguei e me identifiquei com suas palavras e posso até complementar com um pequeno comentário sobre o Orkut.

Se você não tem orkut, você não existe. As pessoas não lembram mais de você, do seu aniversário [lógico, pq o orkut serve pra isso], das suas palavras e muito menos da importância que você pode ter para elas...

Eu não tenho orkut e nem por isso esqueci do carinho e amizade que tenho por certas pessoas mas hoje eu descobri que sou do time das "amigas parafuso". kkk

Gostei do blog. Vou salvar por aqui pra não perder o caminho.

Gilson.B Says:
30 de março de 2011 09:56

Eu pensava assim até olhar para o sol e ver minhas lágrimas caindo ao chão.

Talvez eu fosse o parafuso ou então o lenço para muitos.

Como dizem,o sol nasce para todos,mas só podemos desfrutar da sua luz a uma boa distância (ou morreresmos carbonizados) assim também são as pessoas que conhecemos.

Pessoas nascem em nossos corações e no caração de muitos que não conhecemos.

A distância de certas pessoas pode ser boa para que você não se queime.

Fique longe da chave (contato),caso considere-se um parafuso (sem a chave não terão como te apertar).

Será que no fundo você não gosta de um "aperto" ?

Se as pessoas te vêem como um objeto,então cole um preço em você e descubra quem realmente se importa.

Quem pagaria o preço para te fazer ou ver feliz?

Quem realmente se importa em estar ao teu lado para o que der e vier!

Quando encontrar pessoas assim favor manter contato.